Como otimizar seus níveis de vitamina D

No último post você conheceu a vitamina D e o papel que ela desempenha na nossa saúde. Ficou claro que a luz do sol tem um papel fundamental para estimular a produção de vitamina D no nosso corpo, mas quanto tempo no sol é necessário para suprir as nossas necessidades? Devo usar filtro/protetor solar? Não há outra maneira de se obter essa vitamina?

Exposição solar

A melhor maneira de se obter níveis saudáveis de vitamina D também é a mais fácil, econômica e natural de todas: expor sua pele ao sol. Como explicado no post Energia Solar, essa foi a nossa fonte principal de vitamina D durante toda a evolução da raça humana, e nos dias atuais, em meio à correria do dia a dia, trabalho em escritórios fechados e com tanta propaganda negativa em relação à exposição ao sol, pouca gente aproveita esta excelente opção.

Mas antes que você diga que tem mais o que fazer além de ficar o dia inteiro fritando debaixo do sol, saiba que poucos minutos por dia são o suficiente para garantir níveis adequados da vitamina. Não é necessário passar o dia todo na praia.

Dependendo do seu tipo de pele e da intensidade do sol, cinco minutos por dia de sol nos braços e rosto podem ser o suficiente. Quanto mais clara for sua pele, menos sol você precisa, e quanto mais escura, mais sol. Independente da intensidade do sol ou do horário da exposição, o importante é nunca ficar tempo suficiente para ter queimaduras solares. Para a maioria das pessoas, cerca de 20 minutos de sol por dia bastam. Um indicativo seguro de que você está ficando tempo suficiente é ficar com um leve bronzeado, um belo efeito colateral.🙂

É importante mencionar aqui que estamos falando de exposição direta ao sol, sem o uso de protetores ou filtros solares. Os filtros solares fazem um ótimo trabalho bloqueando os raios UV-B, responsáveis pelas queimaduras solares, mas o problema é que eles também são responsáveis pela produção de vitamina D. O uso de protetor fator 15 diminui em mais de 90% a sua produção de vitamina D. O vidro causa o mesmo efeito, portanto não vale se expor ao sol atrás de vidros.

Mesmo para quem gosta de frequentar praias, eu não recomendo usar filtros solares. Não há evidências que confirmem os seus supostos benefícios (mais sobre isso em breve). Usando filtro solar, você vai poder ficar mais tempo sob o sol sem se queimar, mas vai continuar recebendo diretamente os raios UV-A, que a maioria dos filtros não bloqueia, e são muito mais nocivos que os UV-B. Mesmo os filtros que bloqueiam os raios UV-B e UV-A possuem vários componentes químicos suspeitos de causar mais problemas do que previnem, então, na minha opinião, não valem a pena. Se você sentir que já ficou tempo suficiente no sol, vá para a sombra ou se cubra, ao invés de se lambuzar com protetores de proteção duvidosa.

Alimentação

É possível obter alguma vitamina D através de alimentos como salmão, sardinhas, carne (principalmente fígado), ovos e alimentos fortificados com vitamina D, porém suprir suas necessidades de vitamina D através do consumo destes alimentos não é muito prático, já que a quantidade de vitamina D encontrada neles é muito pequena, use-os como um complemento apenas, e não como fonte principal.

Suplementação

Existem diversos suplementos de vitamina D por aí. O próprio Mark Sisson, do Mark’s Daily Apple, vende cápsulas de vitamina D em sua loja de suplementos. O óleo de fígado de bacalhau também é rico em vitamina D e pode ser usado como suplemento. Caso você não tenha acesso ao sol e não vislumbre nenhuma possibilidade de vir a ter (vai que alguém esteja lendo do Alasca ou da Antártica), eu recomendo seriamente discutir com o seu médico a possibilidade de suplementação.

Concluindo

Gatas de biquini tomando sol

Seja através da exposição da pele ao sol, seja através de suplementação, é importante que você mantenha saudáveis os seus níveis de vitamina D. Prefira o sol sempre que possível, saia para caminhar, ande pelo lado da rua em que o sol esteja batendo, saia para correr de vez em quando debaixo dele, aproveite os finais de semana ensolarados para passear no parque ou andar de bicicleta, ou apenas aproveite uma boa praia, mas perca o medo do sol.

Para saber mais:

Tomar sol é fundamental para o corpo obter vitamina D, explica especialista

Vitamin D: Sun Exposure, Supplementation and Doses

Esse post foi publicado em Saúde e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Como otimizar seus níveis de vitamina D

  1. Pingback: Vitamina D e a Performance Atlética | Vida Primal

  2. Pingback: Sol, Vitamina D e Prevenção de Doenças | Vida Primal

  3. Orlando Graciano Muabua disse:

    Certo dia, estava lendo uma revista portuguesa e, subitamente, os meus olhos foram atraídos pelo seguinte artigo científico: “A ORIGEM DAS RAÇAS (Humanas)”. Segundo o mesmo artigo, a vitamina “D” Tinha relação directa com a matéria.
    Cientificamente, que se sabe?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s